Portal Xispe

Category: Saúde

Cuidados importantes com o bebê recém-nascido

Sem dúvidas, quando uma criança nasce, traz com ela muito amor e os papais passarão a viver diariamente um amor incondicional e muito forte. No entanto, é normal se sentir um pouquinho perdido logo no começo, afinal, são muitas as novidades.

O fato é que cuidar de um bebê recém-nascido não é fácil, afinal, são muitas necessidades específicas que ele possui.

No entanto, para tornar tudo mais prático e fácil, nada melhor do que conhecer essas necessidades para saber como agir e se programar para fazer tudo o que deve ser feito.

Então, vamos conhecer um pouco mais sobre esse assunto:

Principais necessidades do recém-nascido

O bebê recém-nascido, diferentemente de uma criança maiorzinha, não sabe como fazer para expressar as suas vontades, sendo completamente dependente dos seus pais.

No entanto, suas principais necessidades incluem alimentação, sono e interação.

Para que essa convivência inicial seja mais fácil, a dica é que a mamãe se adapte ao ritmo do bebê, por exemplo, aproveite para dormir durante a soneca dele.

Lembre-se ainda que o bebê está aprendendo a confiar no mundo e que, assim como é tudo novo para você, é tudo novo para ele também e que, tal como os adultos, os bebês também têm seus gostos e temperamentos.

Se lembre também que ele precisa comer de forma regular durante as 24 horas do dia. Veja outras dicas importantes:

  • Os bebês recém-nascidos ainda não sabem brincar, mas eles gostam de explorar o mundo do seu jeito, que é olhando ouvindo e sentindo
  • Converse com o bebê sempre quando ele estiver alerta. Lembre-se que ele conhece as vozes desde o útero e se sente reconfortado com elas.
  • Saiba que os recém nascidos enxergam apenas a 20 ou 25 centímetros de distância. Então, fique perto dele quando quiser que ele lhe veja e quando for conversar com ele. O mesmo vale para quando for cantar e ninar ele.

Uma babá eletrônica é super importante nesse momento, e você pode acessar o site da amakha e ver vários modelos de babás eletrônicas e escolher a que deseja.

Cuidados com o sono do bebê

A dica nesse caso, é que o berço tenha apenas um colchão firme, lençóis limpos e mais nada. Isso mesmo, sem bichinhos de pelúcia, travesseiros extras, protetores de berço ou muitas cobertinhas.

Além disso, sempre coloque-o para dormir de bruços, a fim de evita a temida síndrome da morte súbita.

Lembre-se também que ter uma babá eletrônica pode ser uma excelente alternativa para vigiar as sonecas do bebê sem ter que abrir mão do seu tempo, então, aposte nesse acessório.

Causas de dores na próstata

É comum ao se pensar em Próstata, logo lembrar do câncer de próstata ou aumento da próstata, porém, não só essas condições podem afetar a próstata e, também, a qualidade de vida, causando muita dor.

Então, um terceiro problema que também costuma causar dor e desconforto é a prostatite.

Pois é, a Prostatite chega a afetar um em cada seis homens, sendo o motivo de mais de dois milhões de visitas a médicos por ano.

O que é Prostatite

Prostatite é inflamação na próstata e, diferente do câncer e da hiperplasia benigna da próstata (HBP), que costumam afetar homens mais velhos, a prostatite pode afetar homens de qualquer idade.

A melhor coisa a fazer é se prevenir, ao notar qualquer sintoma abaixo, vale a pena começar alguma opção de tratamento natural como o uso do suplemento masculino renova prost ou outro semelhante.

Se mesmo fazendo isto os sintomas não melhorarem, dai é recomendado busca ajuda de um especialista para identificar a causa e indicar o melhor tratamento.

A prostatite, no entanto, pode ser classificada em quatro categorias, cada uma exigindo um tipo diferente de tratamento:

1. Infecção aguda da próstata

Ela aparece de repente,  causada por bactérias que viajam da uretra ou do reto até a próstata. Embora seja a forma menos comum, é a mais dramática de prostatite, começando de repente com febre alta, calafrios, dores articulares e musculares, fadiga profunda, dores  na base do pênis e atrás do escroto, dor na parte inferior das costas.

Conforme a próstata vai inchando vai ficando mais difícil urinar, e a corrente de urina pode ficar fraca e, dependendo da gravidade, pode ser  preciso uma hospitalização.

O tratamento costuma ser a base de antibióticos, sendo altamente eficazes para essa forma de prostatite e para aliviar as dores.

2. Prostatite bacteriana crônica

Também causado por bactérias, esse tipo de Prostatite é mais comum em homens mais velhos que têm HBP.

Diferentemente da forma aguda,  a prostatite bacteriana crônica é uma infecção leve e de baixo grau mas que pode persistir por semanas ou mesmo meses.

Embora, geralmente, não cause febre, são observados problemas como  uma vontade súbita de urinar, micção frequente, dor ao urinar, dores na próstata ou a necessidade de urinar à noite.

Foram relatados sintomas como dor lombar, dor no reto ou sensação de peso atrás do escroto, dor após a ejaculação e pode aparecer sangue no sêmen.

Esse tipo de Prostatite pode ser tratado com antibióticos, geralmente por um a três meses, mesmo assim, com a possibilidade da infecção se repetir.

3. Prostatite não bacteriana crônica

A prostatite crônica não bacteriana é também chamada de síndrome da dor pélvica crônica, sendo entre todas, a forma mais comum de prostatite.

Embora os sintomas sejam os mesmos da prostatite bacteriana crônica,  nenhuma bactéria é evidente, por isso, descobrir a causa é bem mais complicado.

Alguns estudiosos consideram que a prostatite crônica não bacteriana surja como resultado de condições interconectadas, podendo ser estresse, um agente infeccioso indetectável, algum trauma físico ou lesão na área geniturinária.

Por todo esse mistério ainda em torno desse tipo de Prostatite, o tratamento pode exigir vários tipos de medicação ou alguma terapia, dependendo dos tipos de sintomas.

4. Prostatite inflamatória assintomática

Esse tipo de Prostatite, geralmente, é detectado ao se fazer testes para outras condições, como infertilidade ou distúrbios da próstata.

Vale saber que esse tipo não apresenta sintomas, embora tenha a presença de glóbulos brancos na urina ou nas secreções da próstata. Assim, com a ausência de sintomas e com causa conhecida, esse tipo de Prostatite não costuma ser tratado.

Powered by WordPress & Theme by Anders Norén