Portal Xispe

Category: Beleza

Vitamina Para Queda de Cabelo: Melhores Dicas

A queda de cabelo pode acontecer por uma grande variedade de fatores. Mais do que isso, esse é um problema bastante comum que afeta uma enorme quantidade de homens e mulheres no mundo todo.

No entanto, a população masculina tende a ser mais afetada por problemas como a calvície. Essa perda de fios pode ser progressiva ou também pode acontecer de forma mais repentina, como é o caso da alopecia areata.

Ela também pode atingir o couro cabeludo de uma maneira uniforme, deixando os cabelos mais ralos, ou pode afetar áreas específicas, causando falhas.

Quais as principais causas da queda de cabelos

Uma perda de 50 a 150 fios de cabelo por dia é algo considerado totalmente normal considerando os mais de 100 mil fios que o nosso couro cabeludo tem.

Com o envelhecimento, os fios vão se tornando mais finos e a densidade diminui. No entanto, em algumas situações essa queda fica mais acentuada.

Dentre as muitas causas para que isso aconteça, temos a falta de vitaminas, que faz com que os cabelos percam a força. Além disso, podemos considerar o estresse, problemas hormonais, anemia, uso de alguns medicamentos e outros.

Vitaminas para queda de cabelo

A melhor vitamina para queda de cabelo é o gummy hair, mas cada vitamina tem um papel importante no nosso organismo e a falta de algumas delas podem causar a queda de cabelos. Dito isso, vamos conhecer quais são as melhores vitaminas para a queda de cabelo:

  • Vitamina A

Essa vitamina tem um papel importante e atua na produção de colágeno e queratina, que é uma proteína essencial para os cabelos.

Ela pode ser encontrada em ampolas para uso tópico em máscaras de tratamento ou também pode ser reposta por meio de suplementos vitamínicos.

Vale lembrar que a Hipervitaminose A, que só ocorre no caso de suplementação, também pode causar a queda, portanto, faça uso sob orientação médica.

  • Vitamina C

Essa vitamina contribui ativamente para a saúde dos fios e quando está em falta, pode causar a queda de cabelos. O uso dessa vitamina normalmente é indicado por meio de comprimidos com dosagens diárias que podem variar de acordo com a necessidade.

  • Ácido fólico

Também chamada de vitamina B9, o ácido fólico pode contribuir para deter a queda de cabelos, além de ajudar no crescimento de novos fios.

  • Complexo B

As vitaminas do complexo B, tal como a Biotina e o ácido pantatênico melhora a saúde e a força dos cabelos. Elas pode ser encontradas em suplementos ou por meio da alimentação.

 

Qual a diferença entre estria vermelha e estria branca

Dentre os muitos problemas estéticos que afligem o mundo feminino, as estrias estão entre as campeãs.

Para quem não está ligando o nome ao problema, estrias são aquelas marquinhas que se formam quando acontece um grande estiramento da pele, destruindo as fibras elásticas e colágenas, podendo surgir em diferentes áres do corpo, como bumbum, coxas, seios, abdômen…

Embora os homens possam até ter estrias, não é muito comum, a não ser na adolescência, quando há um grande estirão no crescimento, ou após um grande ganho muscular, por isso é mais comum em homens que exageram na musculação, porém, as mulheres é que sofrem mais com essas marquinhas.

Em muitos casos, no entanto, o problema não é apenas estético, já que acaba afetando a autoimagem, autoestima e segurança da pessoa em relação ao seu corpo.

Toda estria é igual?

Então, estrias são lesões lineares, que surgem na pele após uma distensão exagerada, geralmente surgem devido a quebra e alteração das fibras elásticas e de colágeno.

Dentre as principais causas dessas marquinhas, podemos destacar a obesidade, gravidez, estirão de crescimento em adolescentes, hipertrofia muscular (geralmente, em quem pratica musculação), prótese mamária, algumas doenças, como a Síndrome de Cushing, e tratamentos prolongados à base de corticosteróides.

Embora não existam diferentes tipos de estrias, elas podem estar em diferentes estágios, e é isso que vai definir o ripo de tratamento a ser escolhido.

É preciso saber que cada estágio pode ser diferenciado pela cor apresentada pela estria:

– Estrias vermelhas ou arroxeadas: a cor sinaliza que as estrias são recentes, indicando que há inflamação;

– Estrias brancas: nesse caso, a cor sinaliza que as estrias já estão envelhecidas, portanto, mais difíceis de tratar.

Como tratar ou minimizar as estrias

Como foi dito, as estrias, embora não representem nenhum problema de saúde, apenas uma lesão de caráter puramente estético, elas podem incomodar muitas mulheres a ponto do problema interferir na autoimagem, autoestima, portanto, na qualidade de vida. Isso porque muitas abrem mão de usar até determinadas roupas ou participarem de certos eventos só para não exibirem essas marcas.

Por isso, quem se sente incomodada, sem dúvida, vai melhorar, e muito, a qualidade de vida ao investir em tratamentos e conseguir, se não acabar de vez, ao menos, minimizar ao máximo o problema.

Além do silk skin que é o melhor creme para estrias, você ainda pode ver esses tratamentos abaixo:

  • Ácido retinoico: tanto ele como seus derivados são as melhores opções de tratamento tópico, porém, é preciso que a pele esteja bem hidratada.
  • Hidratação e ativos à base de rosa mosqueta: são muito utilizados para tratar estrias.
  • Peelings químicos com ácidos, dermoabrasão, laser e a subcisão: para quem prefere tratar em consultório.

Como prevenir estrias

Quem deseja se prevenir do problema, sem dúvida, deve principalmente, evitar o efeito sanfona. Esse emagrecimento rápido, para logo depois recuperar o peso todo de volta, isso acaba enfraquecendo as fibras. Por isso, para que não surjam novas estrias, evite esse engordar e emagrecer exagerado. Para isso, invista em uma dieta equilibrada, beba muita água e pratique atividades físicas, mas sem exagerar.

Powered by WordPress & Theme by Anders Norén